Revisão do PCCS está sendo cobrada por vereador professor Leandro Avezedo

Foto: Divulgação
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

A gratificação recebida pelas diretoras de escolas do município será tema de uma reunião que está sendo marcada pelo vereador professor Leandro Azevedo, com profissionais da área. Isso porque, as professoras que ocupam o cargo estão sendo prejudicadas pois, obrigados a fazer 40 horas semanais, ficam com uma remuneração menor do que o restante dos servidores da classe.

“As professoras tem carga horária de 20 horas semanais e quando assumem um cargo de direção, tem que cumprir 40 horas, sendo beneficiadas apenas com uma Função Gratificada”, explica o vereador professor Leandro Azevedo, “Consequentemente, elas acabam recebendo menos do que os outros”, complementa.

A medida, segundo o vereador, está prevista no Plano de Cargos, Carreiras e Salários – PCCS, da Educação, que precisa ser revisado para que essas situações sejam revistas e corrigidas. As diferenças salariais atingem, inclusive, as diretoras adjuntas. “Essa revisão não é para prejudicar nenhum outro cargo e sim para exaltar e equiparar a situação das diretoras com apenas uma matricula”, afirma.

Além da atualização do Plano, Leandro Azevedo também tem cobrado a aplicação da lei que destina 1/3 da jornada de trabalho dos professores para planejamento das aulas fora da sala. “Sou professor e, por isso, entendo e defendo a causa dos profissionais da educação. Acredito que a aplicação da lei de 1/3 é o início da melhoria, de fato, da educação pública na nossa cidade, assim como as condições de aprendizagem dos alunos”, frisa o vereador, que já teve um primeiro encontro com as diretoras.

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.
Like
Like Love Haha Wow Sad Angry

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

WordPress spam blocked by CleanTalk.